Entrevista DreamShaper – Marco Bento

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A DreamShaper convidou o professor Marco Bento, diretor pedagógico do Colégio Santa Eulália e investigador em tecnologia educativa na Escola Superior de Educação de Coimbra, para uma conversa sobre a situação atual do sistema de ensino.

As dificuldades que os professores enfrentam e a importância de utilizar métodos de ensino modernos e apoiados em tecnologia estiveram na ordem do dia. Para o professor Marco, as escolas do século XXI infelizmente poderão estar muito próximas às escolas do século passado. “As escolas demoram muito tempo a evoluir e fazem-no a uma velocidade muito diferente em relação ao resto da sociedade. Com tecnologia, há novas formas de abordar os diferentes problemas”, afirma. 

O professor Marco Bento utiliza a DreamShaper para implementar Aprendizagem Baseada em Projeto nas suas aulas e acredita que a educação deveria liderar todos os processos de inovação da sociedade. 

Metodologias ativas de ensino

Ao ser questionado sobre as metodologias ativas de ensino e por que não são utilizadas em larga escala, o professor afirma que um dos grandes problemas que enfrentamos é a falta de conhecimento de modelos ativos de aprendizagem. “As pessoas ainda não estão preparadas para esses modelos de ensino, porque não os conhecem e também porque falta libertar-nos de amarras e preconceitos do que é a escola. O que funcionou bem há 10 anos, hoje já não funciona”, pontua. 

Em relação aos desafios, Marco Bento afirma que o primeiro e grande desafio que os docentes têm hoje é de fazer uma transformação pedagógica porque o mundo também mudou. “Nós temos a ideia que nós somos os únicos que temos conhecimento. Isso não acontece hoje.”

As grandes vantagens das metodologias de ensino é ter a oportunidade de colocar o aluno a construir e ser o protagonista da sua aprendizagem. “Ser o aluno que recolhe a informação, que trata, valida, desenvolve, faz o design, constrói”, afirma. Para o professor Marco Bento, o papel ativo que o aluno tem em todo o processo faz com que ele se envolva em toda a aprendizagem, pois assim, ele aprende mais. “Todos os modelos e metodologias devem estar agregadas na educação”, ressalta. 

 Desafios dos professores

Alguns desafios são encontrados pelos professores no ensino dos alunos. Marco Bento relata que o professor pode criar oportunidades de aprendizagem aos alunos. “O digital, com as plataformas que nos ajudam, sistematizam as oportunidades”. Ele reforça também que os alunos devem ter experiências e a escola ser o ambiente que garanta a experiência de aprendizagem. “Precisamos ter uma visão a longo prazo. Precisamos ter um caminho enquanto professor, aluno, escola e instituição”, reflete ao pensar nas escolas e no modelo de educação do futuro. 

Aprendizagem baseada em projeto e tecnologia

A aprendizagem baseada em projeto torna o aluno protagonista da sua aprendizagem. A ideia nasce do aluno, e com o professor serão ajustados conceitos chave na construção do projeto desenvolvido. “A aprendizagem baseada em projeto nasce do interesse pessoal, é importante para o aluno resolver, mas há a construção de um produto que será desenvolvido para concretizar a ideia.” 

A tecnologia, no entanto, é essencial na utilização dos métodos de ensino modernos. “Não podemos privar os alunos de não ter algum tipo de utilização pedagógica e tecnológica. Eu só posso ser criativo quando não me limitam a criatividade”, conclui. 

O professor Marco Bento reforça que a escola tem que ver a tecnologia como um ambiente normal e o aluno está a criar o seu próprio conteúdo e ambiente de aprendizagem. “O digital é mais do que motivar o aluno, o digital potencia a aprendizagem a todos os níveis.”, finaliza. 

COMENTARIOS